Notícias periódicas da ISOC: Criptografia considerada crítica para a economia Australiana

Combater a criptografia: o ZDNet relata que o Partido Trabalhista Australiano diz que oporá à lei da criptografia, aprovada no final de 2018, que exige que as empresas tecnológicas na Austrália concedam às agências policiais acesso às comunicações cifradas. Os legisladores do Partido Trabalhista levantaram preocupações sobre a aplicação da lei na indústria tecnológica do país, mas segundo parece não têm votos suficientes para impor alterações.

A telemedicina precisa de acessos a débitos elevados: de acordo com um artigo do Kokomo Tribune publicada em Govtech.com, o uso da telemedicina está a crescer, mas os baixos débitos disponíveis nas zonas rurais estão a atrasar a sua utilização em partes do estado de Indiana. Alguns serviços de diagnóstico baseados na Internet precisam de tecnologia de videoconferência interativa, com débitos de banda larga elevados, os quais não estão disponíveis em algumas partes desse estado.

O futuro da segurança da IoT: A IoT World Today tem seis previsões para a segurança da IoT em 2020. Entre elas: as empresas de instalações ficarão mais sensíveis à segurança de edifícios inteligentes, já que estes se tornaram um novo alvo de ataque. A segurança das redes 5G também se tornará um problema com o aparecimento de novos tipos de ataques devido a problemas de segurança criados por cada vez haver mais coisas interligadas.

Adeus, WhatsApp: o The Verge informa que o WhatsApp começou a desativar automaticamente utilizadores residentes na região de Caxemira, devido a um corte de Internet prolongado nesta região controlada pela Índia. As políticas do WhatsApp removem os utilizadores após 120 dias de inatividade.

Sites ilegais encerrados: a Bleeping Computer diz que durante uma operação global realizada pela Europol foram encerrados mais de 30.500 sites por supostas violações de propriedade intelectual ou pirataria online, na terminologia comum. A UE, os EUA e outras agências policiais acusaram os sites de negociar “produtos farmacêuticos falsificados, filmes pirateados, transmissão ilegal de televisão, música, software, componentes eletrónicos e outros produtos falsificados”.

Adote estas seis ações para proteger a criptografia e a si próprio.

Termo de responsabilidade:  os pontos de vista expressos neste post são da inteira responsabilidade dos autores originais em https://www.internetsociety.org/blog e podem ou não refletir as posições oficiais da Internet Society ou do seu Capítulo Português.