Notícias periódicas da ISOC: Legisladores dos EUA fazem ultimato sobre criptografia

Ultimato sobre criptografia: segundo o Washington Post membros de um comité do Senado dos EUA fizeram um ultimato a representantes do Facebook e da Apple para darem à polícia acesso às comunicações criptografadas dos clientes. Caso não o façam, serão forçados pelo Congresso a fazê-lo. As empresas informaram os legisladores que isso permitiria que os criminosos cibernéticos explorassem esses backdoors.

O Facebook recusa-se a fazê-lo: entretanto,o New York Times informa que na sequência da exigência feita pelo procurador-geral dos EUA William Barr, o Facebook recusou criar backdoors de criptografia no WhatsApp e no Messenger.

As mulheres querem ser incluídas: a Reuters relata que, como o acesso à Internet está a crescer na República do Chade, na África Central, as mulheres estão a exigir poder ter mais acesso. Segundo a notícia, atualmente as mulheres na África subsariana têm 15% menos probabilidade de ter um telemóvel do que os homens e 41% menos probabilidade de usar Internet móvel.

Aumento de detenções por divulgação de notícias falsas: o Washington Post informa que atualmente trinta jornalistas em todo o mundo estão presos por acusações relacionadas com disseminação de “notícias falsas”. O artigo relata que vinte e um desses jornalistas são do Egito, onde estão presos por simplesmente terem divulgado informações que não agradaram ao presidente Abdel Fatah al-Sissi. De notar que em 2012 apenas um jornalista foi preso por supostas acusações sobre divulgação de notícias falsas.

Adote estas seis ações para proteger a criptografia e a si próprio.

Termo de responsabilidade:  os pontos de vista expressos neste post são da inteira responsabilidade dos autores originais em https://www.internetsociety.org/blog e podem ou não refletir as posições oficiais da Internet Society ou do seu Capítulo Português.